QUEM LÊ FICA SABENDO.

July 27, 2017

Resultado da Ambev no 2º trimestre fica em linha com o do ano passado

O resultado consolidado da Ambev no segundo trimestre deste ano ficou em linha com o desempenho registrado pela empresa no mesmo período de 2016. O Ebitda consolidado (lucro operacional), que considera as operações da cervejaria em 18 países, somou R$ 3,943 bilhões entre abril e junho, uma queda orgânica de 0,7% em relação ao segundo trimestre do ano passado.
O resultado praticamente estável é fruto do bom desempenho apresentado pelas operações internacionais da companhia. Na região da América Latina, por exemplo, a Ambev registrou um crescimento de 12,2% no volume de vendas no segundo trimestre, com um aumento de 33,9% no Ebitda.
O lucro operacional da Ambev também teve alta de quase 30% nos países da América Central e do Caribe. O volume reportado de vendas da cervejaria subiu 26,2%, beneficiado principalmente pela incorporação dos resultados da operação no Panamá e também pela melhor execução de algumas das principais marcas na região, como a maior ativação de Presidente na República Dominicana.
Já no Canadá, a Ambev alcançou no segundo trimestre a sua maior participação trimestral de mercado em 19 anos. O crescimento foi liderado pelo desempenho de marcas como Bud Light e Stella Artois e do segmento de cervejas especiais. Com isso, a companhia registrou uma alta de 1,4% de receita líquida e um aumento de 3,9% do Ebitda.
No Brasil, pelo segundo trimestre consecutivo, o desempenho de vendas da cervejaria superou a média da indústria brasileira. Entre abril e junho deste ano, a Ambev vendeu 17,430 milhões de hectolitros de cerveja no Brasil. O volume é 1,3% menor do que o registrado pela empresa no mesmo período do ano passado, mas está acima da retração apresentada pelo setor, que ainda sente os efeitos do cenário macroeconômico desafiador.
Marcas
Segundo comunicado da empresa, o resultado é reflexo da estratégia comercial da cervejaria, que tem como foco o fortalecimento de suas principais marcas e o relacionamento cada vez mais próximo com os consumidores. Exemplo disso é a expansão das festas de São João. Com as marcas Skol e Antarctica, a Ambev ampliou a tradicional festa no Nordeste e também levou a celebração para outras regiões do Brasil, como Norte e Sudeste, criando novas experiências em mais de 50 cidades.
Mais uma vez, Skol foi eleita a marca mais valiosa da América Latina pela Millward Brown/BrandZ. Além dela, outras três marcas da Ambev também figuram no ranking de marcas mais valiosas do Brasil: Brahma (3º), Antarctica (6º) e Bohemia (8º). Já a Budweiser segue liderando o segmento de cervejas premium, que novamente apresentou forte crescimento no segundo trimestre.
“Estamos confiantes para o segundo semestre deste ano. Esse último trimestre no Brasil foi um período de transição e sabemos que voltaremos a crescer. Para isso, contamos com marcas fortes, uma estratégia clara e um plano que é de longo prazo”, afirma Ricardo Rittes, vice-presidente financeiro e de relações com investidores da Ambev.
Com informações da Ambev. 
(Correio)

Compartilhar:
← Newer Post Older Post → Home

PUBLICIDADE

Publicidade

PUBLICIDADE


PUBLICIDADE



PUBLICIDADE


Seguidores

Matéria do dia.

TCU paralisa reforma agrária no País após identificar 578 mil beneficiários irregulares

O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou a paralisação imediata do programa de reforma agrária do Incra em todo o País. A medida caut...

Contato Rápido

Contato Rápido

Mais Postagem

Total de visualizações