QUEM LÊ FICA SABENDO.

October 12, 2017

Após ataque à creche em Janaúba, ministro da saúde afirma que é preciso mudar política sobre saúde mental no país


O ministro da saúde, Ricardo Barros, afirmou nesta quinta-feira (12) que é necessário rever as políticas sobre a saúde mental no país. A afirmação foi feita durante a visita que o ministro fez à creche Gente Inocente, em Janaúba (MG), alvo de um ataque que vitimou 11 pessoas, sendo nove crianças.
“Nós estamos consternados com este episódio e preocupa porque é da nossa área cuidar da saúde mental, e o causador de tudo isso é uma pessoa desequilibrada. É preciso pensar melhor, estamos revendo nossa política de saúde mental no ministério para evitar que novos episódios se repitam”.
Durante a visita ao Norte de Minas, Barros anunciou ainda o repasse de R$ 2 milhões para os hospitais Fundajan e Regional. As duas unidades foram as primeiras a receberem os pacientes vítimas do ataque. Os dois hospitais de Janaúba passam por complicações financeiras, de acordo com os diretores das unidades, e correm o risco de fecharem as portas.
“Nós anunciamos aqui o repasse de R$ 1 milhão para as duas unidades, mas houve aqui uma solicitação de todas as lideranças para que nós liberássemos R$ 1 milhão para o Hospital Regional e R$ 1 milhão para a Fundajan”, disse Barros.

Ataque

Onze pessoas morreram no incêndio, entre elas nove crianças, a professora Helley Batista e o vigia da escola, autor do ataque. Damião Soares dos Santos, de 50 anos, trancou as portas da creche, jogou álcool nas crianças e no próprio corpo e, em seguida, ateou fogo.
Ao todo, 16 pessoas seguem internadas em hospitais de Belo Horizonte e Montes Claros. Na capital mineira, quatro crianças e dois adultos permanecem no João XXIII; uma criança no João Paulo II; e uma criança no Odilon Behrens. Em Montes Claros, sete pessoas seguem internadas na Santa Casa, sendo cinco crianças e dois adultos; e um paciente está no Hospital Universitário.    (G1)
Compartilhar:
← Newer Post Older Post → Home

PUBLICIDADE

Publicidade

PUBLICIDADE


PUBLICIDADE



PUBLICIDADE


Seguidores

Matéria do dia.

TCU paralisa reforma agrária no País após identificar 578 mil beneficiários irregulares

O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou a paralisação imediata do programa de reforma agrária do Incra em todo o País. A medida caut...

Contato Rápido

Contato Rápido

Mais Postagem

Total de visualizações