SAJ: “Não são marginais, traficante e sim famílias garantindo seus direitos à moradia”, diz advogado dos ocupantes de terreno

    O Advogado dos ocupantes do terreno às margens da BA-001 comentou sobre a reunião com o prefeito e os próximos passos para resolução do caso que gerou grande repercussão em Santo Antônio de Jesus. Em contato com o repórter Joselito Fróes, o advogado Leonardo Fiuza falou que a reivindicação dos ocupantes era eu o prefeito emitisse um decreto desapropriando a área. “Infelizmente não foi possível, mas o prefeito se comprometeu a buscar esforços possíveis para garantir aqui na cidade a construção de um bairro popular que será direcionado a esses ocupantes. Diferente do que muita gente disse que são marginais, traficantes, eles são famílias se organizando para garantir seu direito à moradia”, disse. De acordo com ele, os ocupantes irão continuar no local, mesmo com a decisão da justiça de autorizar uso de força para retira-los do terreno. “Como já conversamos com o comandante, antes do cumprimento dessa medida vai ser feita uma reunião com a Polícia Militar para planejar essa saída, se não foi possível reverter porque vamos entrar com alguns recursos”, pontuou.

    Escrito por Folha de Noticias SAJ

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.