‘Só tenha os filhos que puder criar’: campanha de prefeitura causa repercussão na internet

Uma campanha lançada em janeiro pela prefeitura de Quaraí, cidade localizada a 600km de Porto Alegre, causou repercussão na internet na última semana. Com o slogan “Só tenha os filhos que puder criar”, a ação é uma parceria entre a prefeitura e a Secretaria Municipal de Saúde.
Apesar de ter sido publicada pelo Facebook da Prefeitura de Quaraí há quatro meses, a repercussão começou após uma usuária da rede publicar uma foto com um outdoor da campanha. A publicação, feita no dia 6 de maio, já tem mais de 120.000 compartilhamentos.
Ao lado do slogan, as outras frases da ação também indignaram muitos internautas. “Não tem condições emocionais, pessoas e econômicas? Pense bem antes de ter filhos”, diz a peça.
Nos comentários, alguns usuários chamam a campanha de ‘eugenia’. “Parece uma propaganda meio eugenista. Pobre: não nos arranhe mais trabalho porque não damos conta do trabalho que temos”, escreveu um dos internautas. Outros disseram que a prefeitura precisa oferecer educação sobre planejamento familiar e acesso a métodos contraceptivos. “Uma prefeitura para colocar esse tipo de propaganda ela deve ter fornecido todas as condições de apoio”, disse outro.
“As pessoas devem ter acesso à camisinha e outros métodos contraceptivos, além de uma educação sobre planejamento familiar. Tudo na base do diálogo e conscientização. O que não pode é um controle de natalidade imposto pelo Estado, desrespeitando a liberdade de decisão individual”, declarou outra usuária do Facebook.
Por outro lado, muitas pessoas também apoiaram a iniciativa da prefeitura. “Bem elaborada [a campanha]. Coisa triste é ver crianças passando fome e a casa uma miséria total”, diz um dos comentários. Alguns usuários chegaram a parabenizar a instituição. “Parabéns pela iniciativa. Muitas crianças [estão] na rua sem uma estrutura familiar decente”, diz outro.
Após a repercussão nas redes sociais, a secretária municipal da Saúde do município de Quaraí, Fabiana Saldanha, declarou ao Gaúcha+, programa de rádio do Zero Hora, que o objetivo da campanha era chocar e promover a reflexão sobre o tema. “Todas as campanhas de planejamento familiar são muito sucintas. Elas não provocam a consciência de ser responsável pelas coisas. Queremos fazer com que as pessoas reflitam sobre essa grande responsabilidade que é colocar alguém no mundo”, disse.
Sobre as críticas de que a campanha mira apenas a população de baixa renda, a secretária defendeu que a ação vai além deste público. “Todos nós somos responsáveis por essa discussão. O planejamento familiar não é tratado como deveria. Não é só questão de pobre poder ter filhos. Tem a questão emocional”, declarou.
Fabiana também afirmou que, além da campanha, a prefeitura também disponibiliza procedimentos de vasectomia e promove rodas de conversas com jovens e gestantes em escolas para discutir a importância de métodos contraceptivos e de planejamento familiar. De acordo com o Censo IBGE 2010, Quaraí possui pouco mais de 23 mil habitantes.
*Estadão

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.