Acusado de vazar contratos sigilosos, Walter Tannus é expulso do Conselho Deliberativo do Vitória

Nesta segunda-feira (18), os conselheiros do Vitória decidiram, por unanimidade, expulsar o ex-presidente do Conselho Deliberativo do Clube, Walter Tanuus. Tanuus é acusado de ter vazado contratos sigilosos do Vitória.
O vazamento de documentos internos do Vitória, como planilha de pagamentos a atletas e empresários virou caso de Polícia. Ainda sob comando de Ivã de Almeida, a diretoria acusou o ex-diretor de marketing do clube, Ricardo Nery, de ter invadido os e-mails rubro-negros para ter acesso aos documentos.
Por meio de nota publicada na época, Walter assumiu ter repassado alguns contratos para ex-dirigentes do clube, mas se isentou da responsabilidade pela divulgação das informações contidas nos documentos, que até então eram sigilosas.
Em maio, o processo interposto por Walter Tannus na justiça comum foi extinto sem resolução de mérito. Além disso, Tannus foi condenado por litigância de má-fé, em 100% do valor da causa e multa de 5%. Ou seja, nada mais obsta o julgamento do processo disciplinar no Conselho.
Por fim, a juíza ainda determinou expedição de ofício à OAB para apuração de responsabilidade da advogada signatária da inicial. Pagamento de 20% do valor da causa ao advogado do Vitória e pagamento integral das custas processuais.  Por: Redação Galáticos Online

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.