Após morte de liderança da Katiara em Maragogipe, polícia monitora bairro em Salvador

A operação policial que resultou na morte do traficante Kaká, na cidade de Maragogipe, nesta terça-feira (5), respingou no bairro de Valéria, onde a facção Katiara atua em Salvador. Segundo moradores do bairro, equipes policiais foram vistas em pontos estratégicos no final da tarde. Dentre as viaturas estava uma do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), a ação de monitoramento foi apenas preventiva.  
Kaká foi morto em confronto com equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). Um comparsa, identificado como Harin Ferreira Galvão, de 25 anos, também morreu na troca de tiros. Com eles, foram apreendidas munições de fuzil, pistolas, coletes balísticos e drogas.
Segundo a SSP, Kaká vivia escondido na zona rural de Maragogipe, em uma localidade conhecida como Marianga. Ele era o homem de confiança de Adílson Souza Lima, o 'Roceirinho', custodiado em presídio federal. Kaká era o responsável por toda logística de distribuição de drogas, armas, munições e também determinava as execuções de rivais e de usuários devedores.
Notícia relacionada:

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.