Aqui não é a base do cemitério e nem do túmulo, diz Rui sobre críticas de aliados

    O governador Rui Costa (PT) tentou minimizar as críticas recebidas de aliados sobre a construção da sua chapa para concorrer à reeleição em outubro. Durante o ato de inauguração da Policlínica Regional de Saúde de Alagoinhas, na manhã desta sexta-feira (8), o petista disse que respeita as opiniões contrárias em seu grupo, mas que fará a montagem da chapa após reflexão. 
    Em entrevista à Metrópole FM nesta quinta (7), a ex-secretária do Trabalho, Emprego e Renda, Olívia Santana (PCdoB), disse que a chapa do governador está caminhando para ser "masculina e sem melanina", em uma alusão à possível ausência da senadora Lídice da Mata (PSB).
    "A gente tem que manter as opiniões dentro de um padrão de convivência democrática da nossa base. Mas aqui não é a base do cemitério e nem do túmulo. Democracia não sobrevive com base em cemitério, onde todo mundo pensa mas não pode expressar sua opinião. Eu não penso assim", disse o governador.
    O chefe do Executivo ainda comparou as opiniões de "quem está de fora" com aquelas expressadas por pessoas que comentam assuntos sobre os quais não têm domínio: "Acho que as pessoas são livres para expressar suas opiniões. Para quem nunca cozinhou o bolo, é fácil fazer a receita e dizer quantas vezes tem que mexer para ficar no ponto. Eu gosto de futebol e gosto de comentar. Quantas vezes já falei mal do jogador que perdeu um pênalti, mas provavelmente se eu estive lá dentro, talvez eu tivesse perdido também. Só quem sabe das dificuldades de fazer as coisas é quem está com a mão na massa fazendo. Para quem está de fora, às vezes, parece mais fácil".
    Notícias relacionadas:   Por: Vagner Souza/BNews
    “Teremos uma chapa masculina e sem melanina”, dispara Olívia sobre majoritária de Rui

    Escrito por Folha de Noticias SAJ

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.