Cruz das Almas: taxista diz em audiência que matou esposa a facadas em legítima defesa

Depois de três adiamentos, a audiência para as oitivas no caso do assassinato da comerciante Maria Malena da Silva, em Cruz das Almas, no Recôncavo baiano, aconteceu nesta segunda-feira (11), no Fórum Dr. Tancredo de Almeida Neves. Na ocasião, o juiz Renato Alves Pimenta ouviu advogados, testemunhas e o réu, o taxista Francisco Xavier Nascimento de Santana (Chico do Táxi), acusado de matar a esposa com 13 golpes de faca, no dia 11 de fevereiro deste ano. O processo foi lido pelo promotor de Justiça José Reis Neto.
No salão do júri, o taxista disse que brigas por ciúmes culminaram na morte de Maria Malena. Conforme relatou Chico do Táxi, na madrugada do crime a vítima teria tentado contra a vida dele com uma faca, após ele chegar em casa e o casal iniciar uma discussão.
Entretanto, de acordo com o réu, ele também estava com uma faca na mão, porque, segundo ele, tinha chupado uma laranja. A arma branca teria sido usada para se defender, porém, disse ter surtado e não se lembrar de mais nada que ocorreu até a morte de Malena. 

Por: Vinícius Ribeiro

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.