Jovem é espancada e morre 2 dias depois enquanto esperava exame de corpo de delito em DPT; ex é suspeito

A adolescente de 18 anos morreu dentro do Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Ilhéus, no sul da Bahia, enquanto aguardava um exame de corpo de delito, nesta quarta-feira (20). O óbito ocorreu em decorrência de uma agressão sofrida pela vítima na segunda-feira (18), que teria sido cometida pelo ex-namorado.
O caso foi registrado na Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Ilhéus. Após ter sido espancada, Adriana Oliveira Santos deu entrada e foi atendida no Hospital Regional Costa do Cacau, na terça-feira (19), mas foi liberada depois de ser medicada.
Ela compareceu ao DPT para fazer exame de corpo de delito, acompanhada dos pais, após ter alta médica. Na unidade de polícia técnica, no entanto, os funcionários perceberam que a garota começou a passar mal e acionaram o Sistema de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas ela não resistiu.
O principal suspeito de ter agredido a vítima foi identificado como Masuquielves Menezes dos Santos. Ainda não há informações sobre o que motivou a agressão. O rapaz está sendo procurado pela polícia.
*G1
 
 

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.