Lista da morte: polícia investiga suposta ameaça contra advogados criminalistas

A execução da advogada Sílvia da Silva Carvalho, ocorrida em Feira de Santana, a 110 quilômetros de Salvador, na terça-feira (26), vem sendo investigada por equipes da Polícia Civil e da Superintendência de Inteligência (SI). Um texto compartilhado com supostas ameaças a outros advogados também é apurado pela polícia, conforme informou a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), nesta tarde, após solicitação da OAB-BA.
A lista com nomes de advogados criminalistas, que estariam jurados de morte pelo PCC, aliado de uma das facções que atuam na Bahia, vem circulando nas redes sociais. De acordo com o texto, o assassinato da criminalista seria "o primeiro de vários". 
"Conversei com alguns dos citados nesta lista que demonstraram surpresa. A OAB está atenta e o GAECO já foi colocado a disposição pela Procuradoria", afirmou o presidente da Caixa de Assistência dos Advogados da Bahia (CAAB), Luiz Coutinho, em entrevista ao programa Balanço Geral, da Record TV Itapoan.
SERVIÇOS PRESTADOS - Segundo a SSP-BA, a informação inicial é de que a advogada Sílvia da Silva prestava serviços advocacionais para traficantes de drogas de Feira de Santana e os criminosos teriam sequestrado e matado Silvia, após desentendimentos.
Informações que ajudem nas investigações podem ser repassadas através dos telefones 190 ou 181 (Disque Denúncia do Interior).
(BN)

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.