Mercosul firma compromisso para adotar rótulo frontal de alerta em alimentos

Os países do Mercosul firmaram o compromisso de adotar a rotulagem frontal nas embalagens dos alimentos para tornar a leitura mais simples e alertar o consumidor dos componentes nutricionais dos produtos. Proposta pelo governo brasileiro, a medida foi tema de uma declaração assinada, nesta sexta-feira (15), pelos ministros da Saúde do Brasil, Gilberto Occhi; da Argentina, Adolfo Luis Rubinstein; do Paraguai, Carlos Morinigo; do Uruguai, Jorge Basso e o do Chile, Alfredo Bravo, durante a 42ª Reunião Ordinária de Ministros de Saúde do Mercosul, em Assunção, no Paraguai. “Temos uma preocupação crescente com o aumento da obesidade e doenças crônicas não transmissíveis. Todos temos responsabilidade com a saúde. Queremos dar, assim, condições para que as pessoas possam fazer escolhas melhores e mais saudáveis, contribuindo para esse esforço de prevenção de doenças”, afirmou Occhi. Considerando o crescimento do sobrepeso e da obesidade em todos os grupos etários nos países do bloco Mercosul, a medida irá facilitar a identificação da quantidade de nutrientes considerados críticos, como o açúcar, sódio e as gorduras totais, trans e saturadas, que estão associadas a doenças crônicas, como a hipertensão e o diabetes. A proposta determina ainda que o rótulo alerte a população do conteúdo excessivo desses nutrientes, apontando um limite máximo. Além da rotulagem frontal, durante o evento foram debatidos também assuntos como o acesso universal à saúde, medicamentos essenciais, tabagismo, doenças imunopreveníveis e migração.
*BN

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.