Operação da PF em Vera Cruz investiga rombo de R$ 500 mil no seguro defeso

A Polícia Federal (PF) cumpre dois mandados de busca e apreensão no município de  Vera  Cruz, na região metropolitana de Salvador, nesta quarta-feira (6), visando desarticular  esquema  criminoso  que  agia  na  obtenção  fraudulenta  de  segurodesemprego  do  pescador  artesanal,  também  conhecido  como  seguro-defeso.  A ação conta com o apoio da Secretaria da Previdência. 
Segundo a PF, as investigações apontam que  a  organização  criminosa  agia  desde  2012  e  o  seu modus  operandi  consistia  na  emissão  de  declarações  de  pescador  falsas  a pessoas  que  não  exerciam  a  profissão,  com  o  intuito  de  obterem  o  benefício  do seguro-defeso.  O benefício  funciona  como  uma  assistência  financeira temporária  concedida  aos  pescadores  profissionais  artesanais  que,  durante  o período  de  proibição  de  pesca,  são  obrigados  a  paralisar  as  suas  atividades  para preservação  das  espécies.   
Ainda de acordo com a polícia, muitas  vezes  a  percepção  do  seguro-defeso  era  acumulada  com  outro  benefício previdenciário,  o  que,  por  si  só,  já  é  irregular.  Foi  possível  identificar  pelo menos  42  pessoas  que  teriam  recebido  seguro-defeso  juntamente  com  outro benefício  previdenciário,  acarretando  um  prejuízo  estimado  aos  cofres  públicos de  aproximadamente  R$  500 mil.  O  montante  total do  prejuízo  será  apurado  com  a  análise  dos  documentos  apreendidos  nesta manhã. 
Os  investigados  responderão  pelo  crime  de  estelionato,  que prevê pena  de  1  ano  e 4  meses  a  6  anos  e 8  meses  de reclusão,  mais  multa.    Por: Divulgação / PF / Arquivo

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.