SAJ: comerciantes de fogos de artifício recebem certificado do curso de brigadistas do Corpo de Bombeiros

Os comerciantes de fogos de artifício de Santo Antônio de Jesus receberam na tarde desta sexta-feira (08), o certificado do curso de brigadistas classe 1, por participarem da capacitação sobre o manuseio desse material, a forma de comercialização do mesmo e os cuidados essenciais em caso de incêndios e outros acidentes.
O curso foi realizado pelo 16º Grupamento de Corpo de Bombeiros do município em uma parceria com a prefeitura local. Santo Antônio de Jesus é a primeira cidade da região a oferecer essa especialização para as pessoas que vendem um produto com alta procura durante os festejos juninos.
De acordo com o comandante do 16º Grupamento de Bombeiros Militar, Coronel Matias,  é uma alegria em compartilhar conhecimento com os comerciantes e alerta-los dos perigos e cuidados necessários com os fogos de artificio. “É muito gratificante para a gente tá dando esse passo. Santo Antônio será vanguarda e possivelmente a única unidade que o Corpo de Bombeiros está ofertando aos comerciantes de fogos esse certificado que dá possibilidade as pessoas prestarem os primeiros socorros em qualquer tipo de situação. O comércio de fogos feito pelos comerciantes tá sendo de certa forma feito com segurança e obedecendo o que a legislação determina”, disse.
A alegria em adquirir o conhecimento e poder passar maior segurança nas vendas, anima também o presidente da Associação de fogos de artifício do município, Francisco, que comemora a capacitação e conta da importância e o diferencial em saber como manusear e passar para os clientes os produtos. “Esse curso foi muito gratificante, aprendemos sobre os primeiros socorros, combate de incêndio e agora estamos mais informados das coisas que tem que serem feitas. Muitas coisas que não imaginávamos que corria perigo e  passamos a ter esse conhecimento” destacou.
O curso com duração mínima de oito horas foi conduzido pelo instrutor e subtenente do Corpo de Bombeiros Wan Charles que explica que os empresários não tinham conhecimento  ao lidar com um material inflamável. “A gente nota que as pessoas não dominam uma informação mínima sobre essa atividade e imaginavam inclusive que seria algo que eles não teriam acesso e a gente desmitifica essa situação. Qualquer pessoa treinada dentro de uma condição mínima ela está nessa condição de prestar primeiros socorros. As dúvidas foram tiradas e as pessoas saíram daqui felizes e satisfeitas com o documento nas mãos”, frisou.
Para o coordenador da Defesa Civil o curso tranquiliza quem vende e quem compra, além de  proporcionar maior segurança ao consumidor e uma capacitação necessária de primeiros socorros.
O comandante do 16º GBM ressalta que nas próximas semanas uma equipe fará uma força-tarefa afim de alertar os vendedores informais de fogos de artificio e evitar acidentes.
Veja fotos:

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.