Santa Casa de Misericórdia de Santo Antônio de Jesus realiza primeira captação de córneas

A perda de um ente querido é sempre um momento de dor para a família, mas às vezes a tristeza pode se transformar em alegria para diversas outras. Isso porque, uma simples atitude pode transformar a vida de várias pessoas através da doação de órgãos. E foi neste último final de semana, que a família de um paciente, internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Misericórdia de Santo Antônio de Jesus, acometido de um Acidente Vascular Cerebral Isquêmico (AVCI), autorizou a captação das córneas. Essa é a primeira vez que a Santa Casa concretiza o procedimento de captação, realizado pela enfermeira Talita Alexandre de Brito, captadora de tecido ocular humano junto à equipe da UTI composta pela médica Jussara Argolo, enfermeiros e técnicos de enfermagem. Para a enfermeira Talita Alexandre, que também coordena a OPC (Organização de Procura de Córneas), o ato da doação serve como um estímulo para outros possíveis doadores. “Há uma fila de espera, com muitos receptores aguardando um transplante. Quanto maior o número de doares, maior a oferta de córneas e maiores o número de pessoas beneficiadas. A doação é um grande gesto e serve como conscientização”, disse a coordenadora da OPC, organização implantada no ano passado e que só em 2018, já realizou oito captações. A enfermeira Talita lembrou que a doação das córneas irá possibilitar o transplante para duas pessoas que estão na fila de espera. A médica Jussara Argolo, que participou do procedimento, classificou a doação como um estímulo para a sociedade. “Conversamos com a família do doador sobre a captação das córneas e daí foi então dada à autorização. É um momento emocionante porque em pouco tempo alguém será chamado para poder voltar a enxergar. Agradecemos a família do doador pela decisão tão nobre que foi tomada. Que ela represente um estímulo para outras famílias que passarem pela mesma situação”, disse a médica. Para se tornar um doador de órgãos, não é necessário deixar nada por escrito, basta conversar com a família e deixá-la ciente do desejo. Saiba mais sobre doação e transplante de órgãos e tecidos no site www.saude.ba.gov.br/transplantes.
ASCOM/HMLA

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.