Soldado da PM que vendia armas é preso pela Civil na Fazenda Grande

Um soldado da Polícia Militar foi preso em flagrante, na noite de segunda-feira (18), suspeito de comercializar armas no bairro da Fazenda Grande, em Salvador. A prisão foi efetuada por agentes da Coordenação de Operações Especiais (COE).
O soldado foi identificado como Marcos Vinícius Cardoso Santos, lotado na 37ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Liberdade). Ele foi conduzido para a 4ª Delegacia Territorial (DT/São Caetanto).
 
A polícia chegou ao soldado durante uma operação de reconhecimento na Travessa Acurui. Abordado pelos agentes no Beco Sete, o suspeito Yago de Sousa Lima revelou que esperava um militar que lhe venderia armas de fogo. 

ARMAMENTO EM CASA - Conforme nota da Secretaria de Segurança Pública, os investigadores encontraram o soldado PM na casa onde reside, no mesmo bairro. O militar assumiu que estava vendendo uma pistola calibre 380 e um revólver calibre 38. Informações dão conta que o armamento seria comercializado por R$ 5,5 mil.
Dentro da residência os policiais civis acharam também uma espingarda calibre 12, um revólver calibre 38 com numeração raspada, uma pistola calibre 40 e munições.
A dupla, presa em flagrante por receptação e porte ilegal de armas, foi apresentada, na 4ª Delegacia Territorial (DT/São Caetano) e seguirá, nesta terça-feira (19), para audiência de custódia. 
PM - Em nota enviada ao BNews, o Departamento de Comunicação Social da PM-BA informou que o soldado está custodiado na Coordenadoria de Custódia Provisória (CCP) da Corregedoria Geral da PM, onde permanecerá à disposição da justiça. A Polícia Militar irá instaurar um Processo Administrativo Disciplinar (PAD). Por: Divulgação-SSP-BA

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.