Agentes penitenciários ameaçam parar escoltas em presídios federais

    Agentes penintenciários de pelo menos quatro presídios federais pretendem interromper escoltas de detentos em reivindicação por melhores condições de trabalho. De acordo com o UOL, agentes da Força Nacional foram convocados para fazer o serviço.
    A paralisação deve começar no próximo dia 20. “As escoltas que recusaremos serão aquelas fora do plantão, ou sejam nas folgas, o que é muito comum, sobretudo as escoltas aéreas para outros estados com objetivo realizar audiências”, explica Carlos Augusto Machado, presidente dos agentes penitenciários no Paraná, estado onde fica um dos quatro presídios federais, o de Catanduvas. Os outros três estão instalados nas cidades de Campo Grande (MS), Mossoró (RN) e Porto Velho (RO).
    Grandes líderes de facções criminosas do país, como Fernandinho Beira-Mar e Marcinho VP, estão presos em unidades como as que serão alvo de greve.
    Procurado, o Depen afirmou, em nota, que tem reforçado medidas de seguranças dos agentes e que “medidas de impacto financeiro transcendem a esfera de sua deliberação”. A respeito das escoltas, o órgão afirma que elas têm que ser realizadas obrigatoriamente, já que são ordens da Justiça”.
    *NM

    Escrito por Folha de Noticias SAJ

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.