Feira: mês de junho fecha com 46 homicídios e se torna um dos mais violentos dos últimos anos

Durante o mês de junho, o município de Feira de Santana contabilizou 49 mortes violentas. Do total, foram 46 homicídios e três latrocínios. O número colocou o mês como o mais violento desde o ano de 2010.
Em entrevista ao site Acorda Cidade, o delegado Fabrício Linard, titular da Delegacia de Homicídios, atribuiu esse índice tão elevado ao final de semana dos dias 16 e 17 de junho, quando a Polícia Civil registrou 17 homicídios e um latrocínio que teve como vítima o policial militar Wagner Silva Araújo, de 27 anos.
“Desde a criação da delegacia de Homicídios em Feira de Santana, nunca tivemos um mês de junho com tantas ocorrências, mas imputamos esse número exorbitante de homicídios ao fato do final de semana dos dias 16 e 17, quando tivemos 18 mortes violentas em Feira de Santana. Se a gente subtrair esses 18 assassinatos, imaginando que não teríamos nenhum homicídio naquele final de semana, teríamos um número dentro da realidade de Feira de Santana, com 28 ocorrências. Não é impossível imaginar um fim de semana sem homicídios, pois neste último fim de semana só tivemos um registro na cidade”, comparou o delegado.
Diante do número de mortes, a unidade policial passou a contar com reforço de agentes de Salvador na investigação dos crimes. “Os homicídios fugiram da realidade de Feira de Santana, então não temos uma delegacia preparada para investigar 18 homicídios simultaneamente. Normalmente temos três a quatro homicídios no fim de semana, então desde o dia 18 de junho recebemos equipes da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) de Salvador para nos auxiliar nas investigações e já temos um bom avanço no esclarecimento dos homicídios”, contou.
*Bnews
 

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.