Mulher é indiciada por manter jovem de 16 anos preso para ter relações sexuais em Goiás

    A Polícia Civil indiciou por tortura e estupro uma mulher de 33 anos suspeita de manter um adolescente de 16 anos dentro de casa para ter relações sexuais com ele na cidade de Itumbiara, em Goiás. De acordo com informações do G1, a vítima disse a policiais que era agredida fisicamente e ameaçada, mas conseguiu voltar para a casa da mãe.
    A mulher foi presa no último dia 18 e alegou que agrediu o adolescente porque ele estaria tentando ter relações com a filha dela, o que a menina negou à Polícia. Segundo a delegada responsável pelo caso, Yvve de Melo Rocha, o inquérito já foi concluído e deve ser encaminhado ao Poder Judiciário nesta quinta-feira (26).
    A delegada disse que há um grau de parentesco entre a mulher presa e a mãe de vítima, mas não se sabe exatamente qual. “O menino se mudou para a casa dela e ficou um mês lá. A mãe, inicialmente, foi contra essa mudança, mas não proibiu que o filho fosse devido a esse parentesco”, disse em entrevista ao G1.

    *Bahia Notícias

    Escrito por Folha de Noticias SAJ

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.