Salvador: Segurança suspeito de matar dois adolescentes e deixar outro paraplégico em estação de trem é solto

O segurança Júlio César de Jesus Perpétuo, suspeito de matar dois adolescentes e balear outros dois – um deles ficou paraplégico -, dentro de uma estação de trem de Salvador foi solto da prisão pela Justiça.
O crime contra os jovens aconteceu em 27 de abril do ano passado e Júlio César deixou o sistema prisional no último dia 7 de junho.
Ele foi apontado pela polícia, à época, como o autor dos tiros que mataram Deivid Barreto, de 16 anos, e Cleidson Santos, de 15, na Estação de trem Santa Luzia, no subúrbio.
Outros dois adolescentes ficaram feridos: uma menina na época com 15 anos, Vanessa Santana, atingida um tiro de raspão na mão, e o garoto Felipe Santos, que tinha 16 anos, e foi baleado na coluna, ficando paraplégico.
O Ministério Público da Bahia recorreu da decisão que concedeu liberdade ao segurança.
No dia do crime, os garotos voltavam da escola. Eles teriam discutido com Júlio César Perpétuo, que trabalhava como segurança da estação, e atirou nos garotos.
A jovem de 15 anos que foi baleada relatou, dias após o crime, que o homem atirou neles sem dizer nada. “Ele só puxou a arma e atirou. Atirou e não falou nada”, contou.

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.