Taxa de mortalidade infantil sobe pela primeira vez em 26 anos

A taxa de mortalidade infantil no Brasil subiu pela primeira vez, no ano de 2016, desde 1990. Os dados foram obtidos pela Folha com o Ministério da Saúde.
A epidemia do zika vírus e a crise econômica são apontadas pela pasta como causas do crescimento. A primeira, pela queda de nascimentos – o que traz impacto no cálculo da taxa de mortalidade – e de mortes de bebês por malformações graves.
Já a recessão da economia estaria associada às mortes infantis evitáveis, como aquelas causadas por diarreias e pneumonias. Estas enfermidades são influenciadas pela perda de renda das famílias, estagnação de programas sociais e cortes na saúde pública.
Os dados mostram que vinte estados tiveram alta na mortalidade infantil em 2016. Os estados da Bahia, Amapá, Amazonas, Pará, Piauí e Roraima tiveram taxa de mortalidade média de 19,6 e aumento de 14,6% comparado a 2015. O índice é equivalente a três vezes a alta nacional.
Os únicos estados com redução de taxas em 2016 foram Rondônia, Acre, Rio Grande do Norte, Alagoas, Paraná, Santa Catarina e Distrito Federal.
Fonte Bahia ba
 

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.