Adolescentes arremessadas de brinquedo em GO não sentiram barra de segurança travar

Foto: Divulgação / Corpo de Bombeiros
Adolescentes que ficaram feridas após serem arremessadas de um brinquedo em um parque de diversões na cidade de Ceres, em Goiás, disseram às famílias que não sentiram a barra de segurança travar. O incidente aconteceu na manhã deste domingo (26) e deixou quatro pessoas feridas.
De acordo com informações do G1, Tatiele Carvalho Evangelista e Mariane Oliveira Dias, ambas de 16 anos, relataram que deram as mãos uma para a outra e sentiram medo. Segundo os administradores do parque, o local tem os alvarás de funcionamento e a atração recebe manutenção diária.
“Ela [Tatiele] disse que desde que entrou no brinquedo com a Mariane e mais duas adolescentes a barra desceu, mas não travou. Ela percebeu que não tinha travado. Gritaram que estava solto, mas o operador não escutava. Seguraram na barra e sentiram que estava caindo”, afirmou a empresária e mãe de Tatiele, Tatiane Agnes de Carvalho Evangelista, de 36 anos, em entrevista ao G1.
Além de Tatiele e Mariane, também foram arremessadas do brinquedo Isabela do Amaral Vieira e Talia Aparecida Pires, ambas também com 16 anos. As adolescentes foram encaminhadas para hospitais da região após o incidente.
*BN


Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.