Justiça condena ex-diretor do Coritiba por vazar conversas de Whatsapp


O diretor do Coritiba-PR, Bruno Tramujas Kafka, foi condenado pela 4ª Vara Cível da Curitiba a indenizar vários ex-companheiros de diretoria do clube por ter exposto a terceiros conversas privadas no Whatsapp.
Na sentença o Juiz James Hamilton de Oliveira Macedo é claro ao comentar na decisão que "se uma conversa é mantida em grupo privado de aplicativo, é 'óbvio e claro' que seus participantes têm expectativa de que ela não seja divulgada", determinando que Kafka pague R$ 5 mil a cada um dos oito integrantes do grupo de Whatsapp da diretoria do clube paranaense.
Segundo consta na acusação, os diretores do clube, reservadamente no grupo de whatsapp, fizeram comentários sobre a política interna do Coritiba, algumas vezes com conceitos negativos sobre outros dirigentes. Bruno Tramujas, após deixar o cargo diretivo que tinha no clube, espalhou "prints" dessas conversas para várias outras pessoas, inclusive para profissionais da imprensa, o que gerou constrangimento aos demais membros do grupo, conforme análise do juiz de Direito da 4ª Vara de Coritiba.
Bruno Tramujas Kafka, que nas últimas eleições tentou ser eleito vereador em Curitiba pelo MDB, ainda poderá recorrer da decisão.  Por: Reprodução

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.