Ministro dos Direitos Humanos afirma que conscientização reduz violência contra mulher

    O ministro dos Direitos Humanos, Gustavo Rocha, defendeu a conscientização como forma de buscar alternativas que cessem a violência contra as mulheres. A afirmação foi feita durante o seminário nacional Os Direitos Humanos, os 30 anos da Constituição Federal e os 70 anos das Declarações Americana e Universal, realizado nesta terça-feira (7).
    Uma das discussões da conferência girou em torno dos 12 anos da Lei Maria da Penha. De acordo com Rocha, “a ideia de realizar este seminário no dia de hoje, no qual temos os 12 anos da Lei Maria da Penha, inclui também a necessidade de conscientizar as pessoas e fazer com que a violência contra a mulher, que a gente vê e ouve todos os dias, possa cessar”, afirmou. O evento foi realizado numa parceria entre o Ministério dos Direitos Humanos (MDH) e o Centro Universitário de Brasília (UniCEUB).
    *BN

    Escrito por Folha de Noticias SAJ

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.