Moro condena André Vargas mais três por lavagem em processo da Lava Jato

O juiz federal Sérgio Moro condenou hoje (20), no âmbito da operação Lava Jato, o ex-deputado federal André Vargas e o irmão dele, Leon Vargas, a cinco anos de prisão em regime inicial semiaberto e multa no valor de R$ 79 mil.
Na mesma decisão, o empresário Marcelo Simões foi condenado a cinco anos e quatro meses de prisão com regime inicial fechado e multa de R$ 79 mil. A contadora Meire Poza terá que cumprir quatro anos e seis meses de prisão, em regime inicial semiaberto e multa de R$ 43 mil – ela trabalhou para o doleiro Alberto Yousseff.
De acordo com a denúncia, a empresa de Simões – especializada em sistemas de informática – foi contratada pela Caixa Econômica Federal, pelo valor de R$ 71 milhões, por meio de notas fiscais fictícias, elaboradas por empresas ligadas a Meire Poza.
Na condição de deputado federal, André Vargas atuou para a assinatura de um contrato entre as empresas. Em contrapartida, o político teria recebido R$ 2,4 milhões em propina, por meio de uma empresa de Meire.
*M1

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.