Porto Seguro: Parque do Pau Brasil ganha concessão de R$ 6 mi para incentivar turismo

O Parque do Pau Brasil, localizado a 43 quilômetros de Porto Seguro, deverá se firmar como um novo atrativo turístico da região. Isso acontecerá graças ao edital publicado no Diário Oficial da União, que prevê a concessão de serviços de apoio à visitação, ao turismo ecológico, à interpretação ambiental e à recreação em contato com a natureza. A ideia é melhorar a infraestrutura da unidade de conservação para que possa receber cada vez mais turistas e visitantes.
As concessões de alguns serviços dentro das unidades de conservação têm como objetivo estimular o turismo aliado à melhoria da conservação e infraestrutura das unidades por meio dos recursos privados. No caso da unidade Pau Brasil, a concessão será destinada aos seguintes serviços obrigatórios: cobrança de ingressos; transporte interno, estacionamento de veículos na Sede e na Jaqueira; lanchonetes na Sede e na Jaqueira; loja de conveniência na Sede; espaço do ciclista; centro de visitantes, espaço de campismo, tirolesa e passarelas suspensas, com ônus para o concessionário de adequação das estruturas físicas necessárias.
De acordo com o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, os parques brasileiros têm muito potencial a oferecer no que diz respeito ao turismo, no entanto, esse potencial ainda é pouco aproveitado. “Enquanto recebemos 10 milhões de visitantes em nossas unidades de conservação no último ano, os parques nacionais americanos receberam 307 milhões, o que mostra que ainda precisamos avançar no ecoturismo e turismo de natureza. Sem dúvida a concessão de serviços essenciais nessas unidades irá contribuir para um grande salto de qualidade no receptivo. Ao melhorar as condições para a visitação estaremos estimulando a economia e gerando emprego e renda nas comunidades que ficam ao redor dessas unidades”, afirma o ministro.
Apesar de o Brasil ser considerado o número um do mundo em atrativos naturais, segundo o Fórum Econômico Mundial, apenas 16,3% dos visitantes internacionais que estiveram no País a lazer em 2017 tiveram como motivação as atividades de natureza ou ecoturismo.
O prazo previsto para a concessão é de 20 anos, com valor de outorga de R$ 6 milhões e R$ 7,2 milhões de investimentos estimados. O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que completa 11 anos nesta terça-feira (28), já prepara editais para a concessão de outros seis parques nacionais. São eles: Chapada dos Veadeiros (GO), dos Lençóis Maranhenses (MA), do Itatiaia (RJ), do Caparaó (MG), de Jericoacoara (CE) e da Serra da Bodoquena (MS).
*BN

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.