Quatro presos são mortos na penitenciária no Rio Grande do Norte



Quatro homens foram mortos em um dos pavilhões da penitenciária de Alcaçuz, em Nísia Floresta, região metropolitana de Natal (RN).
Os corpos, que tinham sinais de enforcamento, foram encontrados na madrugada deste domingo (19) pelos agentes penitenciários de plantão.
Foram mortos Iuri Yorran Dantas Azevedo, 24, Rodrigo Alexandre Farias Araújo, 26, Thiago Nunes Oliveira Siva, 24, e Ytalo Nunes de Souza, 25.
Em nota, a secretaria estadual de Justiça e Direitos Humanos informou que a Polícia Civil apura as causas das mortes. Mas destacou que as mortes podem estar relacionadas a brigas internas entre facções.
"As facções criminosas não se comunicam mais com o exterior da cadeia, o que tem provocado brigas internas", informou a secretaria, em nota.
O governo ainda informou que "segue firme no trabalho de aperfeiçoamento do sistema prisional, mantendo detentos presos, longe do convívio com a sociedade, sem fugas e sem acessos a celulares".
Em janeiro de 2017, a penitenciária de Alcaçuz teve um dos maiores massacres registrados em presídios brasileiros, com 26 mortos.
Deste então, haviam sido registradas outras três mortes dentro do presídio –duas em fevereiro e uma em abril deste ano.
O Rio Grande do Norte decretou estado de calamidade no sistema prisional em 2015 e, desde então, vem renovando o decreto a cada seis meses.  Por: Folhapress

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.