Aluno invade escola armado atira e fere dois colegas


Na manhã desta sexta-feira (28), um adolescente, de 15 anos, entrou armado e atirou contra colegas de classe do Colégio Estadual João Manoel Mondrone, em Medianeira, no oeste do Paraná, a 60 km de Foz do Iguaçu. 
De acordo com o site G1, dois alunos ficaram feridos, um deles, de 15 anos, gravemente, com um tiro nas costas. O outro, de 18 anos, foi atingido de raspão em uma das pernas e não corre risco de morrer. O suspeito e outro adolescente foram apreendidos e levados para a delegacia.
Ainda conforme a publicação, no momento do ataque, houve tumulto e correria. À polícia, o estudante, que é filho de agricultores, disse que vinha sofrendo bullying. Com os dois foram apreendidos um revólver, munição e uma faca.
De acordo com a polícia, uma carta com pedido de desculpas foi encontrada no material escolar do suspeito, além de recortes de jornais de ataques em escolas dos Estados Unidos e do Brasil.
"É considerado uma espécie de atentado. Os alunos eram vítimas de bullying. Um veio com bomba e o outro com uma arma. A bomba foi explodida no pátio do colégio. Na carta encontrada na mochila de um dos alunos ele se justifica sobre o que aconteceu. Ele se sentia menosprezado e humilhado", comentou o delegado Denis Merino. Por: Divulgação
 


A carta será periciada e a letra comparada com a dos alunos apreendidos. Na casa do atirador, policiais encontraram mais armas e bombas caseiras. Os pais dos dois adolescentes também foram levados à delegacia para prestar esclarecimentos.
"Vamos apurar qual a origem das armas. Constatadas as origens, se confirmadas serem dos pais, eles também deverão ser responsabilizados", completou o delegado.  Os menores devem responder por dupla tentativa de homicídio. 
 

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.