Apontada de envenenar mãe e filhas em Maragojipe se entrega a polícia


A mulher apontada como suspeita de matar mãe e duas filhas, no município de Maragojipe, localizado no Recôncavo Baiano, foi apresentada a polícia, nesta quinta-feira (20), na delegacia da cidade. As vítimas morreram no dia 30 de julho, 6 e 13 de agosto.
A criança de cinco anos, Greisse, foi a primeira a morrer, depois Ruteh de dois e por ultimo a mãe Adriane, 23 anos. O laudo cadavérico preliminar foi divulgado no dia 17 de agosto e não foi encontrado substâncias toxicológicas nos corpos da marisqueira Adriane Ribeiro Santos e de sua caçula, Ruteh Santos da Conceição.
O delegado responsável pelo caso, então, solicitou a exumação do corpo de Greisse Santos da Conceição, que foi a primeira a morrer e acabou enterrada por "morte natural".
Na ocasião, a família desconfiou de Elisângela, porque a mulher não gostou da solicitação do delegado. Antes do resultado, Elisângela se entregou à polícia acompanhada de dois advogados.
Há informações de que a suspeita tinha inveja da amiga e queria viver a vida dela  Por: Divulgação/ Arquivo Pessoal

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.