Caso Michel Sá: suspeito pela morte de assessor continua foragido


O suspeito de matar o funcionário público, Michel Sá, continua foragido. O advogado da família de Gabriel Bispo dos Santos confirmou ao BNews, nesta segunda-feira (24), que o jovem continua em um lugar desconhecido. A Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), também afirmou que não há novidades sobre o caso.
Na época do crime, Gabriel chegou a confessar o assassinato ao advogado Hudson Dantas, e chegou a anunciar a apresentação do acusado na Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV), mas não aconteceu.
Michel foi encontrado morto atrás do shopping Paralela no dia 17 de agosto. A vítima estava tentando vender um carro e marcou com um suposto comprador no shopping Salvador, onde iriam finalizar a transação. De acordo com a polícia, Michel chegou a almoçar com o suposto assassino. Foram registradas compras de dois Iphones no cartão da vítima no mesmo dia do encontro.
O motorista rodoviário Luciano Pinho da Silva, de 35 anos, morador do bairro de Castelo Branco, em Salvador, foi apontado pela Polícia Civil como co-autor do assassinato. Ele chegou a ser preso, mas foi liberado após a defesa conseguir uma declaração da empresa em que o motorista trabalha, além de um registro sobre as saídas da van dirigida por Luciano no dia 16. Ele esteve à serviço da empresa de 8h às 18h.
Matérias relacionadas

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.