Justiça de Sergipe expede mandado de prisão contra ex-controlador geral de SAJ; Em nota, Prefeitura afirma que caso não tem relação com o município

O Ministério Público do estado de Sergipe, anunciou nesta quinta-feira, 27, que a Justiça procura por Sérgio Joás Santos, acusado de integrar um grupo responsável por fraudes em licitações, lavagem de dinheiro e organização criminosa. A busca faz parte da operação Hígia, que investiga contratos fraudados nas atividades de coleta de lixo e limpeza urbana no estado de Sergipe. Sérgio Joás Santos é acusado de participar do esquema enquanto exercia o cargo de secretário da prefeitura de Aquidabã, no interior sergipano.
Segundo informações divulgadas pelo portal Bahia Notícias, o ex-controlador geral da Prefeitura de Santo Antônio de Jesus, exonerado na última quinta-feira, 25, é o único foragido dos três acusados que tiveram prisão preventiva decretada na segunda fase da operação, realizada em parceria com a Polícia Federal. Ainda segundo informações divulgadas pelo portal, o acusado estaria em uma viagem internacional.
Dados da Operação Hígia mostram que os envolvidos teriam causado prejuízo de R$ 3 milhões em fraudes de licitações. A primeira fase da Operação foi deflagrada em 18 de janeiro deste ano, quando foi decretada a indisponibilidade de bens de seis pessoas investigadas, dentre elas os alvos das prisões preventivas decretadas na segunda fase. O nome da operação se refere a uma figura da mitologia grega ligada a saúde, limpeza e sanidade, e se deve ao tipo de serviço contratado de forma fraudulenta, coleta de lixo e limpeza urbana.
Em nota, a prefeitura Municipal de Santo Antônio de Jesus, afirmou que o ex-funcionário já foi exonerado e que a gestão trabalha de forma transparente e que não há nenhuma ligação entre a investigação e a atuação do acusado na gestão municipal. Confira na íntegra:
NOTA
Em relação às notícias que vem sendo veiculadas nas redes sociais acerca da decretação de prisão preventiva do Sr. Sergio Joás Santos, ex-Controlador Interno do Município de Santo Antônio de Jesus, a Prefeitura Municipal vem prestar os seguintes esclarecimentos:
1 – Os fatos investigados na ação penal que resultou na ordem de prisão referem-se ao Município de Aquidabã (SE), em período anterior a 2017, não tendo nenhuma relação com a atuação do controlador no Município de Santo Antônio de Jesus;
2 – A Prefeitura Municipal de Santo Antônio de Jesus já efetuou a exoneração do servidor dos seus quadros;
3 – O controle interno da PMSAJ atua de forma transparente, ética e em absoluta obediência aos princípios da legalidade, impessoalidade e moralidade administrativa não havendo qualquer fato que macule a conduta dos servidores que integram o referido órgão;
4 – Não há, em relação à Prefeitura de Santo Antônio de Jesus, qualquer processo ou investigação contra o ex-Controlador Interno.

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.