Mais de 28 mil militares das Forças Armadas devem atuar em 598 localidades


Na quinta-feira (28), o Ministério da Defesa informou que mais de 28 mil militares das Forças Armadas deverão atuar em 598 localidades de 13 estados na eleição deste ano. Segundo o G1, 30 mil militares atuaram na eleição de 2014 e 25 mil militares atuaram na eleição de 2016.
De acordo com o ministério, os militares reforçarão a segurança, por meio da Garantia da Votação e Apuração (GVA), e fornecerão apoio logístico, transportando as urnas eletrônicas e funcionários da Justiça Eleitoral. Os pedidos de apoio das Forças Armadas na segurança ou na logística da eleição são apresentados pelos tribunais regionais eleitorais ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
"As tropas têm a missão de garantir a normalidade e as condições necessárias para que a população tenha acesso aquele local de votação e possa fazer isso com tranquilidade", afirmou em nota o comandante Walter Marinho, chefe da Seção de Operações Complementares do Ministério da Defesa.
Reforço na segurança
Segundo o governo federal, a Garantia da Votação e Apuração (GVA) é uma atividade semelhante à Garantia da Lei e da Ordem (GLO).

No entanto, explicou o Ministério da Defesa, a GVA é utilizada especificamente para manter a normalidade da segurança pública nos locais de votação e apuração durante o pleito eleitoral
"Após a análise e deliberação do TSE, as demandas são repassadas ao Ministério da Defesa, órgão responsável pelo planejamento e execução das ações empreendidas pelas Forças Armadas. Por sua vez, a pasta encaminha as requisições aos Comandos Operacionais ativados para este fim, que são as unidades militares responsáveis por providenciar o atendimento", informou a pasta, em nota. 
BNews

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.