Pabllo Vittar rompe com marca de calçados que declarou apoio a Jair Bolsonaro à Presidência


A cantora Pabllo Vittar, 23, encerrou uma parceria com uma marca de calçados após descobrir que o dono da grife, o empresário catarinense, Victor Vicenzza, estava apoiando o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL).  
"Desde o início da minha carreira, sempre soube que seria muito difícil conseguir apoio de marcas que queriam se relacionar com uma artista LGBTQIA+ drag que sou. Muitas portas se fecharam, mas algumas se abriram e com isso trabalhei até então com parceiros que sou muito grata. Deixo aqui meu agradecimento de apoio até agora, mas não poderia aliar meu trabalho a um discurso que deixa claro não se importar com os diretos humanos de toda comunidade LGBTQIA+ da qual faço parte", escreveu a cantora em seu Insta Stories  (ferramenta de compartilhamento de imagens que desaparecem em 24 horas).
Em seu primeiro single do seu segundo álbum, “Problema Seu", Pabllo Vittar aparece no clipe usando botas da marca de Vicennzza. A artista lembrou ainda que existem outros trabalhos já finalizados em que ela usa peças da marca. "Adianto que foram produzidos alguns trabalhos já finalizados e distribuídos digitalmente, desse meu novo álbum, que contém peças de marcas que, a partir de agora, não vinculo mais a minha imagem."
Logo após a declaração de Pabllo Vittar em suas redes sociais, a marca também publicou na noite deste sábado (1°) um pronunciamento. Nele, o empresário Victor Vicenzza afirma que "luta contra todo tipo de preconceito desde a criação desta empresa. Isso não mudou e não mudará!"
 
O empresário disse ainda que que "acredita que Bolsonaro é o único candidato apropriado para liderar esta nação. Dessa forma decidi apoiar publicamente a candidatura de Jair Messias Bolsonaro".

"Quanto a questão de oportunismo, quero deixar claro minha opinião. Para que a minha, ou qualquer outra empresa, continue operando de forma sustentável, é necessário lutar contra todas as ideologias socialistas e comunistas que invadiram o país. Sendo assim, aproveito esta oportunidade para posicionar-me. Pink Money. Se eu, Victor, estivesse exclusivamente pensando em dinheiro, sob hipótese alguma, manifestaria publicamente meu posicionamento político. Estou junto na sua luta, por uma nação grande, próspera e unida ", diz o comunicado. 
MAIS APOIO A JAIR BOLSONARO
A empresária Zilu Godói Camargo, 60, afirmou que o Brasil precisa de um choque de realidade e de um presidente que possa pensar primeiro nos brasileiros, como aconteceu nos Estados Unidos com a eleição do republicano Donald Trump. 

Para ela, o deputado Jair Bolsonaro (PSL) é o candidato à Presidência que pode mudar a atual situação pelo qual o país passa, pois seria a "pessoa que bate pesado". "Meu voto não é secreto não. Vou de Bolsonaro na cabeça. Gosto muito e vou votar nele. Acredito que o país precisa levar um choque para mudar. E ele é a pessoa que bate pesado", disse a empresária.​ O namorado da empresária, o fotógrafo Marco Augusto Ruggiero, também afirmou que votará em Bolsonaro. 
Ela afirmou ainda que Bolsonaro tem coragem para mudar o Brasil e que as pessoas tendem a criticar e a mudar o discurso do candidato sem ao menos conhecê-lo. "Se ele tem coragem de encarrar, ele vai ter coragem de mudar o Brasil. Acredito muito nisso. [...] As pessoas querem criticar, e mudam o teu discurso. E elas falam o que elas querem. E não é bem assim. Assista, ouça, e estude a história do cara e assim você pode falar alguma coisa."  Por: Reprodução / Instagram / pabllovittar

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.