Polícia já tem informações sobre suspeitos, diz amigo de professor morto no Rio Vermelho


O corpo do professor Danilo Fortuna Mendes de Souza, de 37 anos, que morreu após ter sido baleado durante um assalto em frente a uma faculdade no bairro do Rio Vermelho, foi sepultado na tarde deste domingo (23), no Cemitério Campo Santo, em Salvador.
Ao BNews, Marco Antonio, amigo de Danilo e diretor da empresa em que ele trabalhava, contestou a versão de que o professor teria reagido ao assalto. "O Danilo tinha um comportamento bastante pacato e pelo que o conhecia, tenho certeza de que jamais ele reagiria a um assalto. Ele tinha medo até de barata, imagine de uma arma", indagou.
Segundo Marco, a polícia já tem informações referentes aos suspeitos e as características do carro usado pelos bandidos para cometer o crime. "O que chegou pra gente é que já existem quatro suspeitos, no entanto não temos detalhes", relatou.
Danilo era coordenador regional da Sociedade Brasileira de Acústica da estava se preparando para palestrar em um congresso no Rio Grande do Sul. "Agora em outubro ele iria apresentar um artigo sobre acústica em salas de aula e hospitais. Ele estava bastante ansioso e inclusive as passagens já haviam sido compradas", relatou Marco Antonio.
Filho único, Danilo dava aulas nas faculdades Rui Barbosa e Católica, ambas na capital baiana, e era responsável pelo sustento dos pais. "Na verdade ele era como se fosse pai dos pais, que agora ficarão sem o filho que tanto amavam". 
BNews

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.