Santos paga R$ 3 milhões para contratar jogador revelado na Bahia por Newton Mota


Na última semana, a pedido do técnico Cuca, o Santos acertou a contratação do atacante Felippe Cardoso, de 19 anos, que estava atuando na equipe da Ponte Preta. O alvinegro praiano investiu a quantia de R$ 3 milhões parcelados para adquirir 60% dos direitos econômicos do jogador até janeiro de 2019. Após isso, o atleta se tornará jogador do peixe, em definitivo, por cinco anos.
Contudo, o que muitas pessoas não sabem é que o jovem atleta foi revelado aqui na Bahia, e por um profissional muito conhecido nesse aspecto: Newton Mota. Wanderson Felippe Cardoso dos Santos iniciou sua carreira na “Mota Academia de Futebol” (MAF), conforme revelou o próprio Newton Mota em entrevista ao Galáticos Online.
“Ele começou na MAF. Ele veio para aqui, ficou uns dois anos na minha academia e teve uma hora que ele realmente estourou com qualidade. Alguns clubes aqui da Bahia chegaram até a procurar, mas Luciano Baiano, que foi meu treinador, foi para o Osvaldo Cruz, de São Paulo, e o levou. No Oswaldo Cruz ele disputou o campeonato juvenil, se destacou muito, e no ano passado no sub-20, aí a Ponte Preta levou. Na Ponte Preta ele se destacou e subiu pro profissional. Ele é de 1998, ainda vai fazer 20 anos, tem idade para jogar em Júnior ainda. Mas aí, Cuca viu com os observadores dele e aí ele foi para o Santos”, revelou.
Mota também contou que o jovem jogador tinha um apelido curioso em seu início de carreira, e ainda revelou que ele esteve próximo de acerto com outro grande clube paulista.
“O apelido dele aqui era Caça-Rato, porque quando ele chegou, tinha um cabelo parecido com o do jogador Flávio Caça-Rato (ex-Santa Cruz) e ele também pintou o dele. Aí todo mundo chamou ele de Caça-Rato. É um menino bom, dedicado, tem boa qualidade... Na época que João Paulo (coordenador da base do Palmeiras) foi para o Palmeiras, João Paulo conhecia ele de jogos aqui e o levou. Ele ficou no Palmeiras uns 10 ou 15 dias, mas se machucou no meio de um treinamento. Aí João Paulo até gostou do futebol dele, mas avançou. Aí ele voltou e depois Luciano levou ele para São Paulo”, disse.
Felippe teve suas primeiras oportunidades como atleta profissional neste ano de 2018. Mesmo jovem, o atacante atuou em 23 partidas pela equipe principal, entre Paulista, Série B e Copa do Brasil, e marcou quatro gols. O atleta já teve o seu nome publicado no BID como jogador do Santos e agora terá que brigar por uma vaga no ataque alvinegro, que já conta com Yuri Alberto, Rodrygo, Bruno Henrique, Arthur Gomes, Copete, Eduardo Sasha e Gabigol. Por: Redação Galáticos Online

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.