Acusado de matar vizinho a facadas na frente do filho em 2016 é condenado a 12 anos de prisão na BA


Um homem acusado de matar o vizinho com 40 facadas, na cidade de Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador, foi condenado a 12 anos de prisão, em regime fechado, na tarde desta terça-feira (16), mais de dois anos após o crime.
O caso ocorreu em agosto de 2016. A vítima, Gilvan da Silva Moreira, de 40 anos, foi atacada na frente do filho, que, na época, tinha 8 anos. O acusado, Mailson Leão Santos, foi preso no dia seguinte. Desde então, ele aguardava o julgamento no Conjunto Penal de Feira de Santana.
O homem passou por júri popular, no Fórum Desembargador Filinto Bastos, em Feira de Santana. A audiência começou por volta das 8h e foi encerrada às 17h30 desta terça-feira. O julgamento foi presidido pela juiza Márcia Simões. Quatro pessoas da família da vítima acompanharam a audiência.
Após o resultado do júri, Mailson Leão foi levado novamente para o presídio, onde cumprirá a pena.

Caso

Morte ocorreu na tarde de quinta-feira, no bairro Campo Limpo — Foto: Divulgação/ Polícia CivilMorte ocorreu na tarde de quinta-feira, no bairro Campo Limpo — Foto: Divulgação/ Polícia Civil
Morte ocorreu na tarde de quinta-feira, no bairro Campo Limpo — Foto: Divulgação/ Polícia Civil
O segurança Gilvan da Silva Moreira foi morto no dia 25 de agosto de 2016, no bairro Campo Limpo. O filho dele não ficou ferido. Ao ver o pai sendo esfaqueado, o menino correu do local, pedindo ajuda.
De acordo com a polícia, o acusado do crime contou que matou a vítima por conta de uma briga entre as famílias dos dois, mas não detalhou o motivo do desentendimento. Na época, a faca usada no crime foi apreendida. (G1)

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.