Candidato ao governo do DF convive com "fantasma" de denúncia por supertafuramento na Bahia


O advogado Ibaneis (MDB) é o candidato favorito ao governo do Distrito Federal no segundo turno. Desde a campanha no primeiro turno, o emedebista tem sido alvo dos adversários por responder a um processo por superfaturamento na Bahia.
O candidato declarou ter um patrimônio de R$ 94 milhões e injetou R$ 3,5 milhões em sua própria campanha. Ibaneis foi denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) por suposto superfaturamento e dano ao erário em um contrato firmado com a prefeitura de Jacobina, no centro-norte baiano.
Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, o candidato minimizou os ataques dirigidos por adversários políticos por causa do processo judicial. "Estou muito em paz com isso. A prefeitura de Jacobina tinha R$ 42 milhões presos e não podia usar para nada. Contratou meu escritório para que a gente liberasse esse recurso. Eu cobrei em torno de 8% do valor que era devido, eu podia ter cobrado até 20%. Atuei no processo, trabalhei e recebi. O prefeito pagou com esse dinheiro [exclusivo para a Educação] porque quis, não foi um erro meu", explicou o candidato.
"Interessante que os R$ 39 milhões pagos à cidade foram investidos. Estão lá as creches, ruas asfaltadas, tudo feito com esse dinheiro. Eu deveria receber um prêmio", afirma Ibaneis.  Folhapress

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.