Eleitor de Bolsonaro no 1º turno, Paulo Câmara critica o PSDB e não descarta deixar legenda


Recém-eleito deputado estadual, o vereador Paulo Câmara teceu críticas à sua legenda, o PSDB, na manhã desta terça-feira (16). Para o tucano, a sigla precisa se reorganizar após o resultado negativo acumulado nas últimas eleições.
"O PSDB tem que ter humildade, reconhecer os erros e se reinventar", apontou Câmara, em entrevista na Rádio Sociedade. O parlamentar adiantou que fará críticas internas, sem descartar a mudança de legenda caso não perceba a intenção de mudança. 
Ainda segundo o legislador, o partido precisa fazer autocríticas. "É preciso pensar lá na frente senão, em 2020, vai diminuir mais ainda", previu. Ele acredita que o partido deva reconquistar credibilidade social ou estará "fadado ao fracasso".
Apesar do PSDB contar com candidato próprio na corrida presidencial, Câmara revelou ter votado no 1º turno para o postulante do PSL, Jair Bolsonaro. Para ele, "Geraldo Alckmin não lograva êxito". 
O tucano também condenou a tática de ataque utilizada pelo PSDB durante campanha no 1º turno. "Não se cresce destruindo as pessoas", afirmou, ressaltando a importância das redes sociais para a ascensão de Bolsonaro.   BNews

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.