Haddad diz que, se fake news forem contidas, eleição “vira”


O candidato à Presidência pelo PT, Fernando Haddad, disse nesta quinta-feira  (25) que espera que a contenção da difusão de notícias falsas o favoreça no próximo dia 28. Em encontro com a presidente da missão de observadores da Organização de Estados Americanos (OEA) para as eleições brasileiras, Laura Chinchilla, o candidato entregou material que, segundo ele, comprova a disseminação de informações falsas contra sua candidatura e o PT.

“Nós levamos ao conhecimento deles todo o material que comprova a utilização ilegal das redes sociais, em especial o WhatsApp, na campanha eleitoral no primeiro turno”, ressaltou Haddad, enfatizando que pediu o acompanhamento da movimentação nos dias que antecedem o segundo turno para impedir que informações falsas influenciem o resultado da votação.
“O que nós pedimos a eles é que para nessa reta final tentar observar com bastante atenção o que pode acontecer de hoje para domingo. Nós queremos evitar o que aconteceu no final do primeiro turno.”


Confiança
Para o candidato, sem a difusão maciça de fake news, ele tem maiores chances de reverter a vantagem do adversário Jair Bolsonaro (PSL), segundo as pesquisas de intenções de voto. “Se a gente conseguir evitar aquela avalanche de notícias falsas que circularam entre sexta e domingo do primeiro turno, eu acho que essa onda de virada que o Brasil está vivendo, que vivemos na cidade de São Paulo, pode chegar a um bom resultado eleitoral.” Agência Brasil

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.