MP denuncia acusado de matar Moa do Katendê por homicídio duplamente qualificado


O Ministério Público da Bahia (MP-BA) denunciou Paulo Sérgio Ferreira de Santana, 36 anos, acusado de matar Romualdo Rosário da Costa, 63, conhecido como Moa do Katendê, por homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e impossibilidade de defesa. O promotor de Justiça, Davi Gallo, afirmou na tarde desta quinta-feira (17), que o MP encaminhou a denúncia a Central de Inquérito e será encaminhado ao 1 juízo da 1ª Vara.

O barbeiro também foi denunciado por tentativa de homicídio contra Germino do Amor Divino Pereira, que estava com o capoeirista.

"A denúncia foi oferecida e encaminhada ao juízo e a defesa tem 10 dias para responder à acusação", afirmou o promotor em coletiva de imprensa na sede do MP em Nazaré.

Segundo Davi Gallo, o inquérito da polícia está perfeito e não há divergências com o MP, que pediu que o caso vá a júri popular. O promotor explicou que, ainda, ofertou a denúncia com um agravante que pode aumentar em um terço em caso de condenação, por causa da idade da vítima.

O promotor explicou que o capoeirista foi atingido por 13 facadas, a maioria na região da nuca e tórax. Gallo afirmou que os golpes foram iniciados pelas costas, demonstrando muita frieza do autor do crime, que tinha voltado para casa para pegar a faca, após discutir com Moa do Katendê por conta do pleito eleitoral para presidente da República, no 'Bar do João', localizado na Avenida Vasco da Gama, Dique do Tororó.

Apesar de o acusado ter negado que abriga tenha sido por política e ter afirmado que foi provocado, oito testemunhas foram ouvidas e confirmaram o motivo da discussão, inclusive o dono do bar e a esposa dele. Além disso, Germino, que também foi vítima de Romualdo, confirmou a informação.

O caso – O mestre de capoeira e militante da cultura negra, Romualdo Rosário da Costa, de 63 anos, conhecido como Moa do Katendê, morreu após ser esfaqueado em um bar, na região do Dique do Tororó, em Salvador, na madrugada desta segunda-feira (8). Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), o crime foi registrado por volta das 0h41, na Avenida Vasco da Gama.
Matérias relacionadas: Por: Vagner Souza/BNews


Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.