Relatora diz que projeto que regulamenta o Uber em Salvador “é uma cola” e precisa abrir o leque


Relatora do projeto que regulamenta o Uber em Salvador, vereadora Lorena Brandão (PSC) não poupou críticas a proposta enviada pelo Executivo municipal à Câmara sobre a atividade e tem votação prevista para o dia 12 de novembro. 
"Esse projeto do Executivo é muito fechado. Ficou um pouco monstruoso. É uma cola. Cola aqui, cola lá. Restringe aqui, restringe ali. Nós estamos trabalhando em um parecer para abrir o leque", afirmou, em entrevista à Rádio Metrópole na manhã desta segunda-feira (22).

Para ela, a limitação do número de carros, conforme proposto na matéria, "viola o direito fundamental à liberdade iniciativa e livre concorrência".  Ela questiona ainda, a estipulação de tempo de vida veículo. "A média de vida do carro é de nove anos. Por que o motorista tem que ter um carro de até cinco anos?", questionou. 
A bancada de oposição ao prefeito marcou reunião para a tarde desta segunda-feira (22), antes da sessão plenária, cuja pauta principal será a regulamentação da matéria. Assim como Brandão, o grupo afirma que é preciso propor emendas ao projeto, "senão vai ficar muito difícil". 
O chefe do executivo propõe que que a gestão municipal receba 1% do valor recebido pela empresa responsável pelo aplicativo, além de limitar o número de veículos em circulação em 7,2 mil (três por automóvel cadastrado). Estimativas não oficiais dão conta de que a cidade tenha mais de 20 mil profissionais cadastrados.  Por: Valdemiro Lopes/Ascom CMS

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.