Mulher que usava camiseta com 'ele não' denuncia agressão e diz que foi marcada com canivete


Uma jovem, que vestia uma camiseta com "Ele Não", registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil por lesão corporal na noite de segunda-feira (8). Segundo o G1, a vítima de 19 anos foi abordada e agredida por três homens em Porto Alegre.
A jovem tinha descido de um ônibus, a caminho de casa, quando os suspeitos começaram a questioná-la sobre o uso da camiseta contra o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL). Os suspeitos teriam agredido a jovem com socos e marcado a barriga com riscos de canivete.
Ainda segundo a publicação, a ocorrência foi encaminhada para a 1ª Delegacia de Polícia Civil. Os investigadores buscam câmeras de segurança para tentar identificar os agressores.
O delegado responsável pela investigação, Paulo Cesar Jardim, explica que o desenho marcado na pele da jovem seria uma suástica ao contrário. Ele avaliou que se fosse alguém ligado a um grupo neonazista, teria feito o desenho de forma correta.
A agressão ganhou repercussão após uma jornalista postar o caso nas redes sociais. Ady Ferrer conta ainda que a jovem agredida também estampava a bandeira LGBT na mochila.  Por: Redação BNews

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.