Vice-presidente do Vitória nega pagar bicho por permanência, mas garante que o Leão fica na Série A


O time do Vitória segue se preparando para o jogo importantíssimo contra a equipe do Corinthians, que acontece às 16h do próximo domingo (21), no Barradão. Vivendo o clima de decisão desta semana, o vice-presidente do Leão, Chico Salles, concedeu uma entrevista exclusiva à Equipe dos Galáticos, no programa Itapoan Esportes desta quarta-feira (17). Confira abaixo os principais trechos dessa entrevista.
Dificuldades financeiras vividas pelos clubes brasileiros e a situação do Vitória
“O futebol brasileiro está passando por uma mudança muito grande. A partir de 2019 vai ter uma mudança na forma de distribuição e no tempo de distribuição (das cotas). Haverá uma mudança muito grande no fluxo de caixa dos clubes, em decorrência da mudança da forma de recebimento dos direitos televisivos. O Vitória tem sempre uma postura muito cautelosa, entre os clubes da Série A, nós estamos ali entre os menores orçamentos, mas também nós temos um endividamento muito baixo, fruto de uma política de austeridade. Mas temos lutado muito para conseguir manter o clube com suas principais despesas em dia, tudo relacionado ao futebol, salários, imagens, para que a gente, no campo, tenha uma boa performance. Mas o cenário é complexo no futebol brasileiro. Para se ter ideia, nós tivemos pouquíssimas transações (vendas) de atleta no meio do ano e os clubes brasileiros dependem necessariamente de direitos de transmissão e de venda de atletas. Quando isso não acontece, a gente tem essas dificuldades. Então, a gente vê clubes como Botafogo, Vasco que tem cotas antecipadas de direito de transmissão até 2021, é a notícia que nós temos. Então, existe sim muitos clubes em dificuldades”
Pagamento de premiação por permanência na Série A
“Ficar na primeira divisão é obrigação. Então, eu não posso criar premiação para permanecer na Série A. Nós criamos premiações sim, existisse acordo de uma premiação final se classificarmos para Copa Sul-Americana, para a Pré-Libertadores ou para Libertadores. E com Carpegiani, não. Não existe nenhuma premiação específica como foi o caso do ano passado do Mancini”
Sobre as oscilações do time do Vitória no Brasileirão
“Nós estamos muito fechados, muito unidos. É muito importante a gente entender que passamos por um processo de mudança de comissão técnica, ascensão de jovens jogadores... Então, logo que o Paulo (Carpegiani) chegou, nós tivemos uma sequência de quatro jogos sem tomar gols, com três vitórias e um empate. Estamos fazendo uma boa campanha no returno e tivemos realmente alguns insucessos, até alguns jogos um pouco estranhos, como o do Botafogo, contra o Santos, nós dominamos, mas acabamos perdendo, o do Inter fomos extremamente prejudicados pela arbitragem, mas graças a Deus contra a Chapecoense já fizemos um grande jogo. É importante que nós temos um grupo, então hoje, quem entra, quem sai, a sensação que se tem do Vitória é de grupo e o Paulo (Carpegiani) deixa muito claro isso. Então, nós tivemos mudanças no jogo, para esse jogo a gente já está aí com o Léo Gomes que infelizmente sofreu uma pequena lesão, não deve jogar, mas o importante é que a gente está chegando nessa reta final com muita esperança, muita união e o grupo está muito fechado para a permanência do grupo na série A”
Parcial de 10 mil ingressos vendidos para a partida contra o Corinthians
“Eu entendo a dificuldade do povo brasileiro, do povo baiano, dos torcedores, mas realmente eu fico muito decepcionado com a parcial de 10 mil. Nós fazemos um esforço muito grande para disponibilizar ingressos a preços populares e a minha expectativa era desses 15 mil estarem esgotados. Ainda assim, nós vamos ter um público superior a 20 mil torcedores. Mas eu acho que na reta final, nós estamos vendo todos os outros clubes, nós precisamos mais do que nunca do apoio da nossa torcida, que é muito exigente, e com razão, mas também a torcida precisa fazer a parte dela. Precisa sair um pouco de casa, da comunidade, da televisão e apoiar o clube no Barradão, no nosso Santuário. É reta final, nós temos jogos fundamentais dentro, ganhando do Corinthians e do São Paulo nós damos um passo gigantesco para nossa permanência na série A e realmente nós precisamos encher o estádio”
O Vitória permanece na Série A?
“Não tenho nenhuma dúvida. O Vitória fica na série A, se Deus quiser. A gente, para se ter ideia, a distância do 11º para o 16º são três ou quatro pontos, nós, ganhando do Corinthians, nós passamos o Corinthians... Então, não tenho nenhuma dúvida que Vitória fica sim. E se Deus quiser, ainda podemos sonhar com coisas maiores”. Por: Maurícia da Matta / EC Vitória
 

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.