Bahia devolve 1 a 0 ao Atlético-PR, mas desperdiça cobranças de pênaltis e dá adeus à Sul-Americana


A pós a derrota polêmica na Arena Fonte Nova, o Bahia conseguiu devolver o 1 a 0 ao Atlético-PR, na Arena da Baixada, e forçar uma decisão nos pênaltis. Mas, com aproveitamento para ser esquecido, o Tricolor desperdiçou duas cobranças, perdeu por 4 a 1 e deu adeus à Sul-Americana nas quartas de final.
No tempo regulamentar, Douglas Grolli marcou o gol do time baiano. Mas, nas penalidades, apenas Edigar Junio converteu. Vinicius e Zé Rafael desperdiçaram, enquanto Douglas não conseguiu defender uma cobrança sequer do Furacão.
Eliminado, o Esquadrão agora foca suas atenções na reta final da Série A e volta a campo no próximo domingo (4), diante da Chapecoense, na Fonte. Já o Rubro-Negro paranaense enfrenta o Fluminense na semifinal da competição continental.

PRIMEIRO-TEMPO

O jogo começou tenso e o Bahia mostrava mais nervosismo. O adversário aproveitou para assustar logo aos oito minutos. Pablo tentou uma bomba para o gol, mas Douglas fez a defesa.
Aos 17 minutos, Zé Rafael roubou bola e tocou para Júnior Brumado. O atacante ajeitou e chutou para marcar. Porém, para desespero do Tricolor, o árbitro marcou falta do meia na origem do lance.
Aos 33 minutos, O Atlético-PR chegou com Raphael Veiga. O meia cobrou falta rasteito e tirou tinta da trave.
O Tricolor veio assustar aos 37 minutos. Zé Rafael fez jogada individual e rolou para o chute forte de Léo. Santos fez bela defesa para evitar.
Mas, o goleiro não conseguiu evitar o gol do Esquadrão aos 46 minutos. Léo cobrou lateral na área, Nilton desviou e a bola sobrou para Grolli, na pequena área, só ter o trabalho de empurrar nas redes.
SEGUNDO-TEMPO
Diferente do primeiro tempo, o Bahia iniciou o segundo tempo mais calmo. Porém, o Furacão foi para cima de vez e pressionou o Tricolor no campo de desefa.
Mas, apesar da maior posse de bola, o time paranaense teve dificuldades de criar chances claras de gol. O único lance de perigo só aconteceu aos 41 minutos. 
Em cobrança de falta, Pablo optou pela força e tirou tinta da trave. A manutenção do 1 a 0 para o time baiano levou a decisão para as cobranças de pênaltis.
PÊNALTIS
A primeira cobrança foi de Jonathan, que converteu para o Atlético-PR. Em seguida, Vinicius bateu para o Bahia e parou na defesa de Santos.
A segunda cobrança do Furacão foi de Raphael Veiga, que também marcou. O segundo a cobrar pelo Tricolor foi Zé Rafael, que pegou muito mal e isolou a bola.
Com estilo, Lucho González converteu a terceira cobrança do Rubro-Negro. Já Edigar Junio, com um chute no ângulo, fez o primeiro gol do Esquadrão.
Mas, o time paranaense garantiu a classificação ao converter quarta cobrança com Pablo. Final, 4 a 1 para o Atlético-PR.
Atlético-PR 0 x 1 Bahia 
(4x1 nos pênaltis)
Copa Sul-Americana - Quartas de final (Jogo de Volta)

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data e Horário: 31/10/2018, às 21h45
Árbitro: Diego Haro (PER). Assistentes: Jonny Bossio (PER) e Coty Carrera (PER). Árbitro de vídeo: Jesús Valenzuela (VEN), auxiliado por Alexis Herrera (VEN) e Juan Belatti (ARG)
Cartões amarelos: Léo, Vinicius, Élber, Zé Rafael (BAH); Renan Lodi, Bruno Guimarães (ATP)
Gols: Douglas Grolli (BAH)

Atlético-PR
Santos; Jonathan, Paulo André, Léo Pereira e Renan Lodi; Wellington (Bruno Guimarães), Lucho González e Raphael Veiga; Nikão (Bergson), Marcelo Cirino (Rony) e Pablo. Técnico: Tiago Nunes.

Bahia
Douglas; Nino Paraíba, Douglas Grolli, Lucas Fonseca e Léo; Elton (Gregore), Nilton, Flávio, Zé Rafael e Élber (Vinicius); Júnior Brumado (Edigar Junio). Técnico: Enderson Moreira.  Galáticos Online

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.