Médico de UPA no interior da Bahia é preso por exercício ilegal da profissão


Um homem foi preso na última sexta-feira (9), na cidade de Tanhaçu, cerca de 400 quilômetros da capital baiana, acusado de exercer ilegalmente a profissão de médico. Saullo Emídio de Almeida, de 27 anos, atendia na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município e foi preso pelo delegado Edson Souza, da Polícia Civil.
Segundo informações divulgadas pelo site Achei Sudoeste, o acusado concluiu, no ano passado, na Bolívia, o curso de medicina. No entanto, por ter se formado em outro país, precisava ser aprovado no Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeira, conhecido como Revalida.
Sendo assim, sem aprovação no exame, o jovem  não possuía habilitação para exercer tal atividade no Brasil, o que o levou a utilizar irregularmente o nome e o CRM de outro médico devidamente habilitado. Ele foi autuado pela prática dos crimes de falsidade ideológica e exercício ilegal da medicina e permanecerá custodiado.    Por: Reprodução / Achei Sudoeste

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.