PSL fica dividido após ser ignorado na composição de ministérios de Bolsonaro


O partido de Jair Bolsonaro, o PSL, está insatisfeito com o tratamento recebido, já que não tem sido contemplado na composição dos futuros ministérios.
O DEM, que apoiou Geraldo Alckmin (PSDB-SP) nas eleições, já foi indicado para duas pastas. O PSL, com 52 deputados eleitos, terá a segunda maior bancada na próxima legislatura. A informação é da colunista Monica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo. /Folhapress

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.