Rui fará votação para escolher candidato à Presidência da AL-BA caso base não feche acordo



O governador Rui Costa (PT) pretende fazer uma votação dentro da base aliada para escolher o candidato do grupo à Presidência da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), caso não haja consenso dentro da bancada em torno de uma candidatura única.

Em reunião com os parlamentares, o petista deu 20 dias para que os atuais candidatos Alex Lima (PSB), Adolfo Menezes (PSD) e Nelson Leal (PP) entrem em acordo sobre qual deles será o nome da base na disputa. Com isso, Rui pretende evitar racha no grupo.

No entanto, se após esses 20 dias não houver a candidatura única, o governador já indicou que quer resolver o imbróglio com votação, aberta ou secreta, na própria base. O objetivo é mostrar que o eleito seria o ungido pela bancada e, consequentemente, pelo próprio Rui. A iniciativa ainda tiraria da oposição o poder de decidir o próximo presidente da Assembleia. 

“Esse foi o acordo que fizemos com o governador na última reunião que tivemos. Se não houver consenso daqui a um tempo, ele marcaria uma outra reunião para, por voto aberto ou secreto, a maioria decidir. Quem tiver um voto a mais é o candidato oficial”, afirmou Adolfo em entrevista ao BNews. 

Ainda segundo o parlamentar, caso ele seja derrotado, respeitará o acordo e não continuará na disputa. “Quem quiser continuar aí é problema de cada um. Eu obedeço regras, acordos. Se por acaso meu nome for para a disputa dentro da base e quem disputar comigo tiver um voto a mais, eu não sou candidato a nada Desisto ali, porque foi esse o acordo”, defendeu. 

APOIO DO PT SERÁ DECISIVO
Questionado sobre a saída de Rosemberg Pinto (PT) da corrida pelo comando do Legislativo Estadual, Adolfo avaliou que o apoio dele e dos petistas na disputa terá grande influência para definir quem será o candidato de consenso da base. Atualmente, a bancada do partido na AL-BA é a maior, com 10 deputados.

“Na opinião minha, quem levar o apoio do PT tem grandes chances de ser o candidato oficial. Hoje Nelson tem anunciado 18 apoios. Se tiver mais 10, vai para 28. Meu partido tem 9, se eu tiver mais 10, vou para 19”, explicou.  
Por: Mateus Pereira/ GOVBA

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.