Delegados de polícia convocam nova assembleia para decidir se mantêm entrega de cargos


    O Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado da Bahia (Adpeb) convocou para esta sexta-feira (14) uma nova assembleia geral, na qual vão discutir se mantêm ou não a decisão de entregar os cargos ao governo do estado. 
    Na assembleia, a categoria vai debater se aceita uma proposta feita pelo governo do Estado de fazer com que o teto salarial dos delegados seja acima do salário recebido pelo governador. A proposição veio após eles resolveram entregar os cargos em protesto contra uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC)enviada à Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) pelo Executivo, que torna o salário de Rui Costaa teto do funcionalismo público estadual.

    “Estamos analisando essa nova emenda, para ver se atende o nosso pleito. A questão está sendo destrinchada juridicamente. Essa nova redação amplia o teto, que é muito maior que o do governador”, explicou Lordello, ao destacar também que o novo valor não foi descrito na emenda.

    Atualmente, o governador recebe R$ 22,4 mil. Assim como os delegados, os fazendários também conseguiram acordo com o Executivo para que possam ter como teto não os vencimentos de Rui, e sim o salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), de R$ 39 mil.

    Apesar de enxergar avanço nas negociações com o governo, Lordello criticou a forma como medidas econômicas e administrativas enviadas por Rui à Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) tramitaram.

    “Acho que houve avanços, não podemos dizer que não houve avanços, mas ainda não está a contento. O governador do Estado não recebe nenhuma liderança. A nossa postura de entregar os cargos foi o que forçou a intermediação, mas ele negociou diretamente com o delegado-geral”, afirmou. Por: Divulgação

    Escrito por Folha de Noticias SAJ

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment