Gilmar Mendes determina que ex-secretário de Cabral seja solto


Por ser réu primário e ter bons antecedentes, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes decidiu soltar o ex-secretário do governo do Rio de Janeiro Wilson Carlos. Ele estava preso desde novembro de 2016.
A decisão, datada de quinta-feira (6), também impôs três medidas cautelares: proibição de manter contato com os demais investigados, por qualquer meio; proibição de deixar o país, devendo entregar passaporte em até 48 horas; recolhimento domiciliar no período noturno e nos fins de semana e feriados.
Carlos foi preso junto com o seu chefe, o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, por ordem do juiz Marcelo Bretas, responsável pela Lava Jato no estado. (BNews)

Escrito por Folha de Noticias SAJ

Seu Portal informativo, aqui você bem informado.