Polícia prende suspeito de participar do assassinato de Marielle Franco


    A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu na manhã desta terça-feira (18) um ex-policial militar suspeito de envolvimento na morte da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista dela Anderson Gomes. Segundo informações da 82ª Delegacia de Polícia (DP), de Maricá, o ex-PM conhecido como Renatinho Problema foi preso em Guapimirim, na Baixada Fluminense.
    A policia investiga se Renanto Nascimento Santos estava no carro de onde sairam os disparos que mataram Marielle Franco . O ex-PM é apontado como integrante da milícia de Orlando de Oliveira, o Orlando Curicica, citado em depoimento de testemunhas como o mandante da morte da vereadora e do seu motorista. A Polícia informou que o suspeito já tinha dois mandados de prisão descumpridos contra si.
    Outro ex-PM que acompanhava Renatinho Problema foi preso em flagrante por porte ilegal de arma. A identidade desse indivíduo, no entanto, não foi revelada. A operação que resultou na prisão de ambos faz parte de uma série de novos desdobramentos da investigação sobre as duas mortes que completaram noves meses na última sexta-feira (14).
    Os agentes da Divisão de Homicícios da Polícia Civil começaram a cumprir mandados de busca e apreensão na quinta-feira passada (13). Na ocasião, policiais estiveram em 15 endereços na capital carioca, em Nova Iguaçu (RJ), em Petrópolis (RJ), em Angra dos Reis (RJ) e também em Juiz de Fora (MG). Nesses locais, os agentes tentaram apreender materiais e localizar milicianos suspeitos da participação no assassinato, mas ninguém foi preso.
    Os oficiais tiveram problemas em realizar os trabalhos em alguns dos endereços visitados. Em Angra dos Reis, os agentes chegaram a ficar encurralados por traficantes na comunidade do Frade, e precisaram da ajuda de policias militares e de um helicóptero para chegar ao destino.
    (Folhapress)

    Escrito por Folha de Noticias SAJ

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.