Rui Oliveira diz que professores foram 'traídos' por deputados da base


    Sancionada a lei que altera as gratificações dos professores, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB), Rui Oliveira dispara que a categoria foi traída pelos deputados estaduais da base governista e que a matéria foi aprovada sem nenhuma colaboração da categoria. 
    “Nunca acordamos nada, recomendamos nenhuma emenda ao projeto, nos sentamos em nenhuma mesa de negociação. Tudo mão passou de mentira de deputados, nos sentimos traídos”, enfatizou. 
    Segundo ele, a proposta acordada com os parlamentares era de retirar o projeto de pauta e sentar para debater as mudanças, as melhorias. “Porém, os deputados que nos prometeram que votariam contra votaram a favor”, reforçou, atribuindo a eles a responsabilidade pelo prejuízo que os professores terão. 
    “Então, nos resta convocar uma assembleia geral na primeira semana do ano letivo e decidir o que vamos fazer. Mas, inegavelmente, não estamos satisfeitos”, concluiu. 
    Durante a votação existiu a ameaça dos professores da rede estadual de atrasar o início das aulas do ano letivo de 2019 caso o governador Rui Costa não revisse os termos do projeto.   BNews

    Escrito por Folha de Noticias SAJ

    Seu Portal informativo, aqui você bem informado.



      Comentário do Google+
      Cometários do Facebook

    0 comments:

    Post a Comment